gg1

 

Botox na Boca Lábios

Marque sua consulta com o Dr. Davi Pontes sobre a aplicação de Botox nos Olhos ou Sobrancelhas. Realizamos atendimento em Fortaleza, Natal e São Luís. Dúvidas sobre parcelamentos e preços (85) 4102.4444

Para atenuar as rugas peri-bucais (também conhecidas por código de barras), vão ser picados dois pontos determinados em cada um dos lábios. Este tratamento é especialmente utilizado em rugas resultantes de contracturas musculares ou em casos de bocas que mostram muito as gengivas ao sorrir. O efeito do tratamento dura seis meses.

O Botox pode ainda ser utilizado para paralisar o músculo depressor dos cantos da boca, funcionando especialmente em fazes com propensão a ganhar vincos nas fendas dos lábios. O grande objectivo é retirar o “ar tristonho” da face do paciente. Devemos ainda acrescentar que muitos indivíduos utilizam botox para o aumento de volume labial. Todavia, os resultados são geralmente bastante pequenos.

História do botox
Para contarmos a história do Botox como deve ser contada, temos de recuar até ao ano de 1817 quando o médico e cientista alemão Justinus Kerner descreveu a doença do botulismo. O botulismo é uma intoxicação alimentar rara mas que se pode revelar fatal, causada pelas neurotoxinas produzidas pela bactéria Clostridium botulinum (isolada em 1896 por Emile Pierre Van Ermengen). O botulismo pode ser transmitido por alimentos (por exemplo, alimentos mal conservados) ou por feridas infectadas.

O diagnóstico faz-se através de alguns sintomas, nos quais se destacam visão dupla e queda das pálpebras, progredindo para enfraquecimento da musculatura dos braços, pernas e sistema respiratório, levando assim à possível morte por paragem respiratória. Durante a Segunda Grande Guerra foi desenvolvido um ávido interesse pelas armas biológicas e, como consequência de investigações intensas, a toxina botulínica tipo A foi finalmente isolada na forma pura.

Na viragem da década de 1960 para 1970, o médico oftamologista Alan B. Scott testou a toxina botulínica Tipo A em músculos extra-oculares de macacos para tratamento não cirúrgico do estrabismo e teve sucesso na experiência. Eventualmente, nos anos 70, o FDA (Food and Drug Administration) autorizou oficialmente a utilização da toxina em humanos, o que levou Scott a chegar à conclusão de que a aplicação local interrompia o movimento muscular defeituoso, corrigindo o problema momentaneamente.

botox-boca

Já nos anos 80, o casal Jean e Alastair Carruthers (respectivamnte, oftalmologista e dermatologista) observou num dos seus pacientes ao qual foi aplicada a toxina botulínica tipo A a melhoria das rugas faciais. Foi este o primeiro passo daquilo que mais tarde viríamos a conhecer por Botox, e que evoluiu e se espalhou por todos os cantos do mundo como um tratamento estético revolucionário.

 

Breve apontamento sobre o aparecimento das rugas

As rugas aparecem na face por acção dos músculos responsáveis pela expressão. É apenas óbvio que a utilização destes mesmos músculos, varie de pessoa para pessoa ao longo da vida, e que algumas usem mais e outras menos. O que sucede com o passar dos anos é que, pela sua contracção repetida, o músculo hipertrofia e a tonicidade aumenta. As rugas aparecem precisamente por causa desta hipertrofia, aparecendo de forma bastante marcada na altura de determinada expressão mas ficando marcado (ainda que com menos intensidade) quando já não estamos a utilizar o músculo. A acção do tempo e o estabelecimento do envelhecimento contribuem para a quebra continua da pele, acentuando e intensificando cada vez mais as rugas, processo este que é ainda acelerado pela luz solar que actua retirando a elasticidade à pele.

O que é o tratamento botox
De uma forma simples, o botox bloqueia a acção do músculo onde foi injectado, fazendo-o relaxar e evitando contracções durante um certo período de tempo. O botox é aplicado em cerca de dez minutos com microagulhas provocando dor mínima. Depois do procedimento, o paciente não tem de tomar cuidados especiais além de não se deitar nas quatro horas seguintes à aplicação, evitar ginásticas pesadas e massajens no local de aplicação no dia do tratamento. Grosso modo, os resultados começam a aparecer dois dias depois, estabilizando-se num máximo de 14 dias.

Depois da primeira aplicação, o movimento muscular normaliza passados quatro ou cinco meses. Todavia, as rugas propriamente ditas só regressam depois de seis meses, e é nessa altura que a toxina poderá ser reaplicada, se assim for desejado pelo paciente. Com o menor trabalho do músculo, o hábito de formação de rugas decresce e consequentemente, a velocidade de aparecimento das mesmas é menor. Nesse sentido, os pacientes que fazem o tratamento algumas vezes apresentam resultados positivos que podem ir até aos oito meses.

Uma pequena percentagem dos pacientes apresenta resistência ao botox. É raro, mas acontece. Todavia, para estes casos já foi disponibilizada a toxina B (Myobloc), com propriedades diferentes da A. As Toxinas em questão têm autorização oficial para utilização pela FDA e pelo Ministério de Saúde de Portugal por profissionais de saúde treinados, podendo ser utilizado em associação com outros procedimentos.